Blog da Perestroika

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Vivendo o Dia, Ilusão do Sonhos: o Colecionar de Amizades na Sapucaí

Tem uma coisa que eu não gosto no Ano Novo. E não são os foguetes. Não é o Show da Virada na Globo. Não é o excesso de movimento nas praias de Floripa. Nem o arroz que aparece cheio de cenoura e passas.

O grande problema é que, além da euforia, das expectativas, das esperanças renovadas, além da chegada de uma nova oportunidade para a gente fazer a vida dar certo, a virada do ano também marca o início da vinhetinhas de carnaval da Rede Globo.

Entenda-me, por favor. Não tenho nada contra o carnaval em si. É um ótimo feriado.

Fora isso que tudo o que eu preciso fazer para não ser impactado por duas dezenas de baterias que tocam exatamente igual, de duas dezenas de alas das baianas que só muda a cor das roupas das velhotinhas, das centenas de alas que precisam de toda uma explicação para a gente saber do que se trata ("Na comissão de frente, essas pessoas vestidas com latas na cabeça e colar de havaianas representam o heroismo e bravura dos primeiros colonizadores angolanos, que ouviam histórias de seres míticos que moravam na floresta e que mergulhavam suas espadas em águas correntes porque acreditavam que assim os espíritos de seus antepassados ofereceriam proteção") e de um monte de madrinha de bateria que samba muito pior do que os carinhas que ficam puxando o carro Abre-Alas, é não assistir TV durante 3 dias.


Mas das malditas vinhetinhas da Globo, não dá para escapar.
Puta que pariu, que dá vontade que o cu daqueles filhos da puta pegue fogo de fora pra dentro.

O bom é que esse ano o Carnaval é bem cedinho.

16 comentários:

Ljnkä Kópjkät disse...

ai, não sei qual de vocês escreveu isso, mas tirou as palavras da minha boca. E eu sim, ODEIO carnaval. Odeio esse frenesi por um lugar mais alto no carro alegórico ou um título melhor em alguma ala de comunidade. E pior, parece que aquele povo só vive disso mesmo, passam o ano inteiro se preparando pra "um dia de folia"...creeeedo. Como foi dito,as baterias soam iguais e se não fosse pelas legendas embaixo, garanto que o enredo seria o mesmo. Depois vem na Caras aquele caderno expecial com o camarote da Brahma e "olhares" exclusivos do carnaval paulista e carioca. Afinal quem quer perder a Helô Pinheiro mostrando a camiseta customizada, ou então o Bruno Chateubriand na gala do Copacabana Palace cercado de vinte peruas da high society carioca com vestidos longos e penachos na cabeça??? Nessas horas eu adoro os comentários do Christian Pior. ¬¬

E fico mal humorada pensando nisso. Assim como no BBB. Mas acho que se eu esboçar alguma opinião sobre o big brother vou ser alvejada com críticas.


bjos


ps: não sou mal comida...só revoltada mesmo.

Marcelo Jung disse...

Eu também não gosto de carnaval.
Mas não posso deixar de dizer que tenho uma certa admiração pelos colonizadores angolanos, que ouviam histórias de seres míticos que moravam na floresta e que mergulhavam suas espadas em águas correntes porque acreditavam que assim os espíritos de seus antepassados ofereceriam proteção.

don disse...

tipo, vcs podiam assinar os posts ne? de vez em quando dá pra descobrir quem escreveu o texto, mas isso facilitaria bastante...

abraço!

Maurício Antunes - epa!! disse...

ahahhahhaauhauhau!

Que as pregas deles sejam arranhadas pelo Zé do Caixão!

Anônimo disse...

Porra, é óbvio que esse texto é do Felipe.

E eu não sabia que alguém no Brasil não gostava de carnaval. Só um pouquinho... Agora eu que me revoltei.
Eu sempre vou esperar o ano inteiro pelo carnaval. Tem coisa melhor que fazer folia? Tomar trago, dançar samba com os indicadores levantados? Ver todo mundo ligar o foda-se, em todos os sentidos?
Felipe, tá todo mundo bêbado na Sapucaí. E quem fica assistindo as escolas na apoteose, em casa, em noite de carnaval, tem que se matar, mesmo. No mínimo.
É hora de estar se entragolando e dançando com os indicadores levantados.
O melhor que o Brasil (mundo) tem a oferecer é o carnaval.

LM

Anônimo disse...

eu adorava o carnaval. até casar.

tg

gabe disse...

Não, vocês estão analisando o ponto errado. A questão é: POR QUE VER TV NO CARNAVAL? Pelamordedeus, feriado é feito pra viajar, fazer festa, conhecer lugares novos, pessoas novas, e, pros solteiros, putaria nova. Me lembro do meu carnaval de 2006, um dos melhores que eu tive. Passei em ferrugem e aluguei uma casa com um grupo de amigos. Detalhe: a casa não tinha TV! E fomos muito felizes. Nem sei quem ganhou nada de nada.
Esquece a mulata pelada dançando na vinheta, e saia pelado correndo na praia neste carnaval. É mais divertido.

Anônimo disse...

Carnaval na TV é uma merda, só isso que ele quis dizer.

leticia disse...

o problem do canarval, é a TV.
deixa eu explicar melhor: há uns 4 anos, fui para o rio nessa época, não cheguei a ir na sapucaí, mas fui num show da bateria da escola de samba imperatriz... vocês já ouviram uma bateria de escola de samba ao vivo? é muito emocionante... não tem como ficar parado, ...é clichê, mas a verdade é que a batida é tão forte, que ela te afeta fisicamente... tu sente a trombada dentro do peito... por isso, sempre que uma celebrity quer desfilar, ela quer ficar perto da bateria... todo mundo quer ficar em volta da bateria, pois daí, a euforia toda se explica, aí tu entende "all the fuzz"...

e a TV não te passa isso...

cada vez mais, eu concordo com o walter benjamin e a escola de frankfurt... nossa, isso dá até um samba enredo!

quem se habilita?

Guile Grossi disse...

Eu curto a batucada toda.



E o trago.

Anônimo disse...

Tá aí um palavrão que o cara se puxa pra pensar num jeito de escrever e ninguém ficar na dúvida que não foi apenas uma figura de linguagem, tipo "filho da puta"... Puta que pariu, apenas, nao bastaria... Acharíamos que é um "putz"... Não é, pessoal.

Puta que pariu, que dá vontade que o cu daqueles filhos da puta pegue fogo de fora pra dentro.

g!panichi disse...

Eu acho carnaval legal. Adoro samba-enredo e tenho uma escola carioca que eu torço, que é a Viradouro.

Mas não tenho nenhuma opinião tão fervorosa quanto meus companheiros desta janelinha de comentários a ponto de refutar o que foi dito ou desdito.

Abraços e bom dia do meu aniversário pra todos.

Ljnkä Kópjkät disse...

ok, carnaval na televisão que sucks.

mas o tiago levantou um bom ponto...como gostar de carnaval estando casada???? confesso que o único que passei solteira foi regado a tequila shots, vodka, amigas despudoradas, e muita festa. Mas ok, estou falando do carnaval mesmo, o tradicional, do Rio. E realmente passar o carnaval na tv é desnecessário, fora tudo o que eu já disse lá em cima.


bjos


ps: quem afinal escreveu o post? e quem é LM ?

gabe disse...

CARNAVAL DÁ DINHEIRO.

Números confirmam que Carnaval acelera economia

Bahiatursa estimou em R$500 milhões o movimento de negócios ligados à festa em Salvador durante o ano passado. O novo modelo de captação de investimentos junto à iniciativa privada, que, segundo o prefeito João Henrique, cumpre a meta de tornar o Carnaval 100% auto-sustentável, demonstrou ser mais eficiente.

Correio da Bahia - BA 11.01.08

Amaralina disse...

eu gosto de carnaval.

A uns anos eu consegui me pseudo-converter a euforia global e passei a quarta feira de cinzas assistindo a disputa das escolas. O pior, torcia a cada " quesito bateria.... nota... 10!".
eu até que gostei de me sentir uma verdadeira participante disso tudo.
Mas como nem tudo é belo como os bumbums das multas cariocas, depois de todo meu frenesi, descobri que eu tava torcendo pra escola errada.
enfim, meu mundo " eba, agora sou brasileira" caiu.
Vai ver q o Felipe tem razão quanto a batucada ser igual, as mulatas serem iguais, e as fantasias necessitarem de um subjetividade mais profunda e amorfa quanto a física quântica para serem entendidas.
Porém, contudo, todavia, eu gosto de carnaval.

E se alguém fica tão mal ao ver as vinhetas da globo, aviso de amiga, não assistam a RBS no próximo mês, o impulso suicida é intrínseco, vem de brinde junto com a animação de confetes e lingua de sogra que eles usam desde 475 a.c.

mariana disse...

eu nao nao gosto do carnaval em si, nao gosto da previa toda, das vinhetas da globo, que nao passao só no carnaval, passam como a pessoa que escreveu o texto falou (ASSINEM ISSO!!!) todooooos os dias infernalmente durante doooois meses! isso que eu odeio muito.