Blog da Perestroika

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Osvaldo.

Está chegando a segunda-feira. E nada mais apropriado que colocar no blog um comercial que fala exatamente disso.



Impossível não comparar com a campanha do Zeca-feira. Impossível não comparar, pela trilhonésima vez, a propaganda tupiquiniquim com a hermana.

Mas nós vamos fazer um esforço. Não vamos alimentar essa polêmica. Até porque, quase tudo já foi dito, ouvido e falado na comparação propaganda brasileira vs. propaganda argentina (se vocês procurarem na internet, vão achar muitos artigos sobre o assunto - inclusive um bem recente escrito pelo Washington Olivetto).

Vamos ficar só nos dois filmes. As intenções são semelhantes (num é Zeca-feira, no outro é "Osvaldo-feira"). A grande diferença é que os hermanos conseguiram dar muito mais PERSONALIDADE que os nossos colegas brasileiros. E personalidade é uma coisa que, até o final do curso, nós vamos falar bastante. É possível ter ótimas idéias, mas quando têm personalidade, elas crescem, descolam e ganham um espaço na memória emocional do consumidor.

Boa Osvaldo para vocês.

4 comentários:

Marcelo Jung disse...

Realmente, a campanha da Quilmes é bem melhor do que a da Brahma.
Eu acho que um dos problemas da Brahma é que ela ta ligando demais sua marca com a imagem do Zeca.
E as pessoas meio que já cansaram, já entenderam, Zeca = Brahma.
Eu sou um que não agüento mais ver campanha de cerveja com o bebum.
Que porre.

perestroika disse...

O texto do Olivetto está no link:

http://www.jornalirismo.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=175

Juliano disse...

Totalmente excelente.

leticia disse...

Pelo texto do Olivetto, nós brasileiros pensamos da mesma maneira que os hermanos: a grama do vizinho sempre é mais verde, graças ao youtube.