Blog da Perestroika

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

O Mestre Cervejeiro

Vocês já pararam pra pensar na vida do Mestre Cervejeiro? Não, né? Então, da próxima que for reclamar da vida, pense na seguinte cena: depois de um dia inteiro de trabalho, provando caixas e mais caixas de cerveja para ver se está tudo bem e - sabe como é - fazer o controle de qualidade e tal, o mestre chega em casa. Cansado. Exausto. Querendo relaxar. Aí, o que ele faz? Decide tomar uma cervejinha. Uma só, para desopilar, tirar os problemas do trabalho da cabeça.

Aí, ele tá ali, tomando aquela cervejinha, sorvendo com sua sapiência de mestre, degustando mesmo, deixando suas papilas gustativas absorverem a mistura perfeita de lúpulo, malte e cevada.

Daí, no melhor do descanso, chega a mulher dele reclamando:
"Pô Peixoto, quantas vezes eu já te disse pra não trazer trabalho pra casa?"

Toma outra, Peixoto.

4 comentários:

M. Morem disse...

E se for um cafetão?

Maurício Antunes - epa!! disse...

Esse Peixoto!

g!panichi disse...

Esses tempos teve um ex-degustador da Brahma que processou a mesma alegando que anos e anos de serviço diário de degustação de cerveja o transformaram num alcoolatra.

Pior que é sério.

Bárbara disse...

Pior que o cara estuda anos e ainda escuta que é pago para beber.

E sabe que enólogos passam pelo mesmo problema? ;)-