Blog da Perestroika

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Boca no chão.

Ontem fiquei babando durante quase duas horas vendo Woody Allen tocar. Das coisas mais incríveis que vi na vida. Não sei se embalado pela admiração que já tinha pela figura, ou pelo show de jazz fantástico mesmo. Mas tudo faz mais sentido depois disso. E fica da experiência uma coisa óbvia: você só vai fazer alguma coisa interessante na vida, se tiver alguma coisa interessante dentro de você.

O cara não é só um puta diretor. Longe disso.




5 comentários:

g!panichi disse...

A-F-U-D-Ê-!

Marcelo Jung disse...

E a Soon-Yi?
Tava la?

Woody rocks.

Anônimo disse...

Pra mim, Woody Allen é como sushi. Ninguém gosta de sushi de primeira. Assim como eu acho difícil compreender toda a genialidade do Woody Allen já no primeiro filme. Eu só fui me tocar que o cara é realmente foda depois de muitas tentativas.

tg

M. Morem disse...

o Woody é do caraaaaaaalho

Guile disse...

caraa[...]aalho